Voltar às notícias

IAOCP
NEWS

Tudo o que você
precisa saber sobre
concursos públicos,
federais e estaduais.

12 de novembro de 2015

As 10 profissões mais felizes e as 10 menos felizes do mercado

felizes

A CareerBliss, plataforma estadunidense especializada em carreiras, realizou uma pesquisa com 25 mil participantes. O estudo, publicado na revista Forbes, apresentou os dez profissionais mais felizes e os dez menos felizes do mercado de trabalho.

Para chegar ao resultado, os participantes da pesquisa avaliaram um questionário disponibilizado pela CareerBliss, analisando alguns critérios relacionados à rotina de trabalho. Os profissionais atribuíram nota de 1 a 5 – sendo 1 a condição menos feliz e 5 a condição mais feliz – os itens avaliados relacionavam questões referentes a seu trabalho cotidiano, a relação com seus chefes, colegas de trabalho, oportunidades de crescimento na empresa, bem como, salário e benefícios.

Segundo a publicação da Forbes, o ranking dos profissionais mais felizes em suas funções é composto por:

1. Clérigos
2. Bombeiros
3. Fisioterapeutas
4. Escritores
5. Professores de educação especial
6. Professores
7. Artistas
8. Psicólogos
9. Vendedores de serviços financeiros
10. Engenheiros de operação

Os pesquisadores elencaram dois motivos para explicar o resultado: primeiramente, boa parte das profissões mais felizes está relacionada com serviços que ajudam e promovem melhorias ao próximo. Dessa maneira, pode-se entender que a realização profissional está ligada, nestes casos, à realização das pessoas atendidas pelo serviço desenvolvido pelo trabalhador.

Um segundo motivo, que envolve principalmente os artistas e escritores, justifica a satisfação das duas carreiras pela autonomia e a liberdade de expressão inerente a elas, o que, consequentemente, pode motivar a sua realização pessoal e profissional.

Por outro lado, a análise também elencou os dez profissionais menos felizes em seus ofícios:

1. Diretor de tecnologia da informação
2. Diretor de vendas e marketing
3. Gerente de produto
4. Desenvolvedor web sênior
5. Especialista técnico
6. Técnico em eletrônica
7. Secretário judicial
8. Analista de suporte técnico
9. Operador de CNC
10. Gerente de marketing

Apesar de, no geral, as funções menos felizes estarem relacionadas a cargos com boa remuneração, a pesquisa frisa que nestas profissões é preciso um alto nível de dedicação, tanto no dia-a-dia, quanto na conquista da vaga no mercado de trabalho. Além disso, a maioria dos cargos lida com um grande fluxo de público, seja interno ou externo, o que pode ser desgastante em alguns casos.

instituto aocp no facebook

Acompanhe os melhores concursos pelo país no Facebook do Instituto AOCP!