Voltar às notícias

IAOCP
NEWS

Tudo o que você
precisa saber sobre
concursos públicos,
federais e estaduais.

20 de janeiro de 2016

Consumo de cafeína pode ser proveitoso, mas requer moderação

cafeína

Bebidas e alimentos ricos em cafeína, como café, chá e chocolate, por exemplo, são opções utilizadas por concurseiros para obter melhor rendimento nos estudos, uma vez que mantêm o organismo acordado e ativo por um maior período de tempo.

Este efeito ocorre porque a cafeína bloqueia a adenosina química, substância que atua no cérebro causando a sonolência. Sem adenosina ou em pequena proporção, os neurônios mantêm-se em funcionamento por mais tempo, fazendo com que a pessoa tenha menos sono e, consequentemente, mais disposição.

Embora traga benefícios ao organismo, a cafeína deve ser consumida com moderação, pois como qualquer outro estimulante natural, oferece efeitos colaterais ao organismo.

Pesquisas apontam a cafeína como uma das possíveis causadoras de diversos distúrbios do sono, como é o caso da insônia, por exemplo. Nesse sentido, o exagero em seu consumo pode afetar o rendimento do sono, fazendo com que o indivíduo fique acordado, porém, cansado e suscetível a demais complicações causadas pela falta de descanso adequado.

Além disso, doses exageradas de café e outros alimentos que contêm cafeína podem deixar a pessoa irritada, nervosa, ansiosa e com problemas de concentração – isto é, efeitos contrários ao desejado pelos estudantes.

Em curto e longo prazo, alimentos, bebidas e suplementos ricos em cafeína também podem causar irritações no trato digestivo, sobretudo, no estômago, o que provoca dores, azia, refluxo e outros transtornos.

A cafeína é um importante aliado nos estudos, quando consumida com moderação e aliada a uma alimentação balanceada e rica em nutriente, minerais e vitaminas. Sua atuação é potencializada quando a rotina de estudos contempla noites de sono bem dormidas e organização do tempo para lazer e convívio social.

instituto aocp no facebook

Acompanhe os melhores concursos pelo país no Facebook do Instituto AOCP!