Voltar às notícias

IAOCP
NEWS

Tudo o que você
precisa saber sobre
concursos públicos,
federais e estaduais.

8 de setembro de 2015

Caminhadas em contato com a natureza trazem benefícios ao cérebro

caminhadas

Caminhar é uma das formas mais simples para se exercitar e espairecer depois de um dia intenso de estudos e/ou trabalho. Além de trazer benefícios ao corpo, já que consiste em uma atividade física leve, caminhar ao ar livre é também uma importante saída para aliviar a ansiedade, o nervosismo e outros incômodos provocados pela tensão.

Um recente estudo realizado por estudantes da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, confirma que a caminhada feita em contato com a natureza traz maiores benefícios ao cérebro. Para chegar à conclusão, os cientistas convocaram cerca de 40 moradores de cidades grandes e urbanizadas para avaliação.

Primeiramente, os participantes do estudo foram submetidos a análises cerebrais para verificar o fluxo de sangue no córtex pré-frontal. De acordo com os pesquisadores, quanto mais sangue circula nesta área, mais atividades cerebrais são realizadas. Além dos exames biológicos, os voluntários foram submetidos a questionários comportamentais.

Para analisar os benefícios da caminhada ao ar livre, os cientistas dividiram os participantes em dois grupos: o primeiro deveria caminhar durante 90 minutos em um campo arborizado e silencioso, o segundo grupo, durante o mesmo período, efetuou a caminhada em um ponto central e agitado da cidade de Palo Alto, na Califórnia. Durante a análise, nenhum dos participantes estava acompanhado, nem portava dispositivos eletrônicos ou musicais para se distrair.

Depois da caminhada, os participantes passaram pelos mesmos testes iniciais. Os pesquisadores constataram que os voluntários que caminharam na região arborizada apresentaram atividade cerebral menos intensa em comparação aos que andaram no Centro da cidade. Além disso, eles se declararam mais positivos e dispostos em relação ao segundo grupo na análise comportamental.

O estudo, que ainda será aprimorado pela equipe de Stanford, não tem a intenção de desestimular as caminhadas em áreas urbanas ou em ambientes fechados, como é o caso das academias, por exemplo. A análise sugere que, para espairecer e relaxar o cérebro de rotinas atribuladas, a caminhada em meio à natureza é a opção ideal.

instituto aocp no facebook

Acompanhe os melhores concursos pelo país no Facebook do Instituto AOCP!